segunda-feira, julho 21, 2008

Quando as tardes se calam
e as noites se escondem,
pensas em mim?

Quando o sol te bate,
e a pele escurece,
a lua recolhe e o dia amanhece,
pensas em mim?

Quando o dia já não o é,
as folhas caem
e os invernos descem
em promessas na chaminé,
pensas em mim.

Eu penso em ti
nos dias de chuva
nas tardes à lareira.
Espero por ti,
mesmo que seja
uma vida inteira.

2 comentários:

Sininho disse...

wonderful..

A Grafonola disse...

beautiful...dos mais lindos até hoje. :-)