sábado, março 31, 2007

amo-te

Amo-te sem saber porque o sinto, e nesse amor guardo todos os beijos, todos os abraços que fiquei por te dar!

2 comentários:

Ana Fonseca disse...

Gostei tanto deste bocadinho de poesia! Tanto, tanto!

Vanadis disse...

Quem ama, não sabe porque ama, nem o que ama, nem o que é amar. :-) Pessoa