quarta-feira, outubro 24, 2007

Adieu

Tudo o que sempre quis foi beijar-te nos versos que escrevi....

Descobri ontem o que já há muito tinha visto e negava...
és poeticamente analfabeta.
Não deixei de te amar... mas deixei de ter medo de te perder...
Com o tempo o amor irá também e ficará a recordação de alguém que foi o motivo dos maiores versos em forma de beijo que fiz.
Amo-te ainda, mas nas te amarei para sempre... é muito tempo, tempo demais para quem não me sabe ler, adeus meu amor, minha futura memória do que um dia foste.

7 comentários:

Cata disse...

ALELUIA me'rmão!! ALELUIA!!
Praise the Lord!!
...e vê se mudas de telemóvel, tou farta de mandar msg pro boneco!!!

O Meu Mundo disse...

Gostei :) Na minha opiniao ja o devia ter sido ha bem mais tempo...

Matchbox30 disse...

Faço minhas as palavras proferidas nos posts anteriores! Excepto a parte do telemóvel...

Tainha disse...

adeus que precisam ser ditos e as vezes passamos a vida inteira falando adeus, quando na verdade nem conseguimos dizer "ola"! Mas nao deve ser o seu caso, pois eh o meu. sorriso amarelo

beijo

Gata Verde disse...

OK...tou por fora!
Mas se isto te faz feliz...força.

Vanadis disse...

Até que enfim, rapaz!!!! A luz ao fundo do túnel!! Tenho pena que não haja asas para voar. Mas não podes continuar a viver do ar, e do um dia e se...que pode nunca vir.
Há mais vida lá fora, mais peixes no mar para te amar!

ana disse...

Finalmente o adeus!