quinta-feira, dezembro 04, 2008

Amar

Amar
lutar
querer fazer
Amor
sem dor.
A teu lado
o calor
Afaga
amassa
Beija
afasta.

Entro
Recebes
Movimento contínuo...

Gemes
Sentes
Chamas
em chamas
Gritas
aflita
no suor
no ardor
escutas a música
Sinfonia
em doce húmida
Alegria.

7 comentários:

Sininho disse...

E palavras para quê!?!?!

Poeta marcas e pontuas em todos os campos!

Divinal!

Continua!
Beijo!

Lize disse...

Desde que vi que segues o meu blog que venho cá sempre que tens algum poema novo... Mas a verdade é que leio, adoro, re-leio, adoro ainda mais, mas nunca sei o que comentar :P Deixas-me no mínimo sem palavras.

Beijocas :)

Soviética disse...

Definitivamente um poema que deixa qq pessoa sem palavras e cheia de desejo ...

Van disse...

CREDUUUUUUUUUUUU! onde é que está a bolinha vermelha????? hãn????

Van disse...

Era para re-acender a discussão "fazer amor"vs "sexo"?? :DDDDD

Marca de Água disse...

como diz o poeta:
"velas do meu pensamento..onde me quereis levar..?!?
Imaginas onde nos levas com esse poema vermelho vivo?
E contudo tao cinzento por fora...
Gosto de te ler...

stériuéré disse...

Pelo jeito, gostas de cozinhar e de escrever....LOL
Belas palavras, com poemas destes não precisamos de ler mais nada. LOL