sábado, março 14, 2009

À tarde com saudade

Voa nas asas livres da gaivota
todo o meu ser revolto de saudade
voam os beijos que te dou na eternidade
os sorrisos quentes nos teus lábios, na tua boca.

Vive na noite, nas sombras da Lua,
os prazeres, desejos, que te não dei.
A terra selvagem, sem ordem nem lei,
que conquisto ofegante na pele nua.

Na certeza de te vir um dia a amar,
deixo-me ir, embalado na tarde calma,
sentimentos ao leme, sonhos no olhar.

Envoltos em calor, desejo, brisas do mar,
deitados na cama, fazendo amor com a alma,
corpos despidos, um desejo... ficar...

2 comentários:

Eu mesma! disse...

Efectivamente tens uma escrita linda....

e tens uma ânsia de estares com alguém.... sente-se e nota-se...

espero que encontres esse alguém e lhe possas mostrar tudo o que escreves....

Jinhos e bom fim semana

Sininho disse...

Gostei bastante..

Beijo