sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Dreaming...

De olhos fechados, a água quente escorre-me pelo corpo. Sinto o morno das tuas mãos a tocar-me. Mantenho os olhos fechados e recordo o sonho que na noite que terminou há pouco me fez companhia.
Tu sorrias, e eu, como sempre, não me calava um segundo. A felicidade revelava-se no teu sorridente silêncio e na minha verborreia nervosa.
Eu, encontro refúgio nas palavras quando não sei o que dizer, e tu, com os teus olhos, também eles sorridentes, só me dizias, amo-te. Eu via nesses olhos o amor e falava ainda mais.
Sinto medo do nosso amor, até nos sonhos em que nos libertamos de convenções sociais e merdas do dia a dia que só nos tentam afastar.
No momento em que me calei, beijei-te. Sei que o desejavas tanto quanto eu, e toquei suavemente o teu rosto. Não queria acreditar que estava mesmo a acontecer. Tu, com a tua voz de anjo, doce de quem estava a descobrir finalmente o amor e a paixão, dizias que tinhas medo. A cada vacilar teu, beijava-te com mais certezas e tu deixavas-te ir...
Nos sonhos tudo acontece e o tempo não segue as regras a que estamos habituados. Muitas vezes nem existe, e o flash seguinte que recordo,é que estávamos deitados, nus, irrequietos, e dançávamos entre os lençóis de uma cama desconhecida. As mãos curiosas percorriam os nossos corpos e os dedos entrelaçavam-se na esperança de não se voltarem a separar.
As nossas respirações ofegantes, os nossos corpos colados, transpirados, com sabores de paixão que as nossas línguas provavam, milímetro a milimetro.
O teu gemer de prazer ainda ecoa na memória de um sonho que desejo voltar a ter esta noite. Um sonho que desejo realidade.

Acordei e olhei para o lado, a ver se lá estavas. Passei a mão pelo lençol, e este estava frio. Foi um sonho, pensei. Mas agora, debaixo deste chuveiro de água morna, sinto ainda o calor de te ter amado na madrugada.

6 comentários:

izzie disse...

Adoro quando escreves o que sonhas... a tua entrega torna o sonho quase colectivo ;)

Beijo

Zabour disse...

Os sonhos revelam os nossos medos, ansiedades, desejos...
Numa altura da minha vida andava a asonhar com escadas, ficava ali, susoensa numa escadaria sem conseguir subir nem descer, noutra altura era com cobras...comprei um dicionário de sonhos.
Sobre o 1º falava em tomada de decidões, bla, bla, bla...sobre o 2º cai na asneira de perguntar à minha prof de psicologia, em plena aula...apanhei um vergonahço com a resposta, atirei o livrito para o lixo...
Seja cm for esse teu sonho parece-me delicioso, espero k o possas concretizar um dia...afinal de que vale sonhar e nunca realizar ao menos um sonho?

Beijo grande e bom fim de semana

P.s: Sorry mas não posso dizer o significado do sonho...

Zabour disse...

Olha, desculpa lá os erros...ando um bocadito disléxica...

sojieb sednarg

bluebutterfly disse...

Como é bom sonhar ....

Sei o que isso é ....

Blue Butterfly

Miepeee disse...

Nao me acordes :)
Bj.

Mag disse...

Esta tua escrita encontra poiso na minha alma, adoro passar os olhos nas tuas letras e sentir falar-me, calado, esse teu sonho tão puro... Só te desejo que encontres esse alguém que te é tão especial que, sem conheceres, já te habita o peito e o pensamento.