sábado, fevereiro 21, 2009

A voz

A voz
doce, quente, amante, carente.
A voz
sentida, ouvida, de noites despida
A voz
que embala, assusta, acalma.
A voz
que hoje quero,
sede insaciável, desespero.
A voz
que é tua,
no sorriso meu,
espelhos de mar,
reflexos de céu.

4 comentários:

Fatucha disse...

olá, graças á Izzie, que vim encontar este teu blog, é mto bonito....não resisti e adicionei este e o outro teu blog ao meu...espero que tenha noticias tuas.bjs

Anónimo disse...

de quem poderá ser essa voz q tao belas palavras te faz escrever?

★ Aralis ★ disse...

Palavras inspiradas, e um autor que sabe do que fala.
Adorei.

P.S.: adoro as planícies alentejanas....bj

izzie disse...

Ambos sabemos que a voz... espelho de verdade... reunião de emoções podes dizer tanto e ficar na memória...
Beijo