sexta-feira, abril 03, 2009

Death is not the end

Tenho muitas vezes atitudes que podem não fazer sentido à maioria das pessoas que comigo lida tanto na vida real como nesta vida mais virtual.
Parafraseando o recentemente falecido João Aguardela, mas adaptando-o à minha realidade, esta vida de blogger está a dar cabo de mim!
Não vou entrar em pormenores, nem pequenos, nem grandes, vou apenas dizer que tive a real ideia de acabar com este espaço, até porque quando o fiz não sabia da existência da ferramenta de recuperação.
Sei que muitos ficaram surpreendidos, sei que desiludi alguns também e sei que houve quem tenha ficado muito feliz.
Mas, principalmente, sei agora que nada disto fazia sentido.
A ideia esboçada de criar outro cantinho pareceu-me o melhor caminho. Um espaço impessoal, onde pudesse ir satisfazendo o gosto pelas letras, mas que mostrasse pouco de mim. Esse era o meu plano e, no final de uma semana em que o tempo foi apenas uma miragem, sento-me neste sofá para o construir e penso, não, esse não sou eu. Não me posso forçar a ser fútil, banal e a falar só do quotidiano. As letras que fluem de mim acabam invariavelmente em sentimento e isso não é só uma imagem de marca, é um estado de espírito.
Por isso, vou continuar este espaço que em Novembro faz 4 anos.
Vou continuar a escrever poesia, a amar em verso, a deixar aqui a prova que está à vista de todos, mas ninguém consegue ver.
Vou ser eu, mais que nunca, o homem que pensam esconder-se por detrás das letras, mas que sente na realidade tudo o que escreve. O homem com defeitos, o poeta que por vezes lhe apetece falar de futebol. O homem que vive num mundo de sonho, num mundo em que anseia constantemente que algo aconteça. Que algo mude naquilo que o envolve e não parece ter fim à vista.

Não escrevo para o engate.
Não escrevo para que me elogiem.
Não escrevo para fazer festinhas a egos mais sedentos.
Não escrevo para fazer seja o que for.
Escrevo porque necessito de o fazer. Escrevo que me é natural. Escrevo porque preciso desta janela para chegar a quem não tem outra forma de me saber.

Por isso, as Planícies estão de volta, e eu, aqui estarei a cantar, até que a voz me doa, aos quatro ventos, tudo aquilo que amo, quem amo e como sei amar.

11 comentários:

izzie disse...

:D
É bom ter de volta o "homem completo"! Afinal parece que as preces não caiem em saco roto.
Do retorno e da felicidade partilhamos todos.
O resto já tu sabes ;)

Beijo,

Tatiana disse...

Que assim seja!

Um belo final de semana para você e para todas as pessoas que estão em seu coração!

Um beijo carinhoso

Eu mesma! disse...

Ainda bem que voltaste....
já estava a estranhar a tua ausência....

beijinhos e dá noticias :)

SRRAJ disse...

Estava a ver que não ganhavas juízo ...
Beijo

Zabour disse...

E cantas bem?
Tava a ver k não recuperavas o juízo.

Beijão, gajo giro ;O)

Cata disse...

só te digo isto:

yyyyyyyyyyeeeeeeeeeeeeeeaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhh

eheheheheh

Sayuri disse...

Bem vindo de volta :)

Lita disse...

Bem vindo!

Isabel disse...

E lá se foi o azul cueca... :)
Ainda bem que voltaste, este blog faz parte de ti e não convém andarmos a deixar pedaços nossos por aí.
E que o renascimento deste cantinho seja acompanhado pelo renascimento do poeta que outrora conhecemos.
Beiji no coração, da amiga de sempre
APM

Sininho disse...

Desculpem voces, mas tenho de deixar uma mensagem pessoal ao MoonDreamer: é por isto que te adoro tanto! Posso mesmo dizer que amo! Sim porque amo a quem é verdadeiro, fiel a si mesmo, amo meus verdadeiros amigos e amo a quem me diz tanto! Eu sabia que jamais irias renunciar algo que te corre nas veias! Porque te conheco, porque sei quem és e o que és.. Sei o que te faz sentir vivo! pois conheco-te e descobri-te como se fosses eu! Desculpem-me mas esta mensagem tem de ser pessoal! Nunca desistas do que te faz sorrir! do que te traz prazer! Mais uma vez sei que tenho razao quando penso que pensamos da mesma maneira!
Dou os parabens por saberes avaliar-te, por saberes dizer basta, mas ao mesmo tempo reconhecer o que te consome nesta vida! Por isto e muito mais, sou quem tu sabes quem sou e que sempre estarei presente e respeitarei as tuas decisoes como também e deixa-me que te diga de peito aberto e na maior honestidade que te seguirei e beberei da tua essencia sempre e sempre seguirei o rumo que decidires percorrer na vida! Porque és muito especial para mim, meu amigo por tudo o que representas para mim e pelo que realmente és!

Obrigado por nao deixares que fiquemos sedentes de ti!

;) obrigado por deixares em mim.. tanto de ti..

Christiana disse...

xD Bem-vindode novo!!
confesso que acreditei que não regressavas mais :( ...foi por isso que não atribuí o prémio, desculpa! já lá consta o "Imensas Planícies", é todo teu :)
gosto imenso do teu cantinho e dos desabafos, dos poemas...adoro simplesmente! e não, não precisas de esforçar-te, pois o que fazes por aqui é mais do que digno de simples prémios! ;)
tu percebes!
beijinho e uma óptima tarde!
não voltes a escapar-nos por entre os dedos! ;) muaha*