sábado, abril 11, 2009

Gaivota

Se uma gaivota viesse
Trazer-me o céu de Lisboa
No desenho que fizesse
Nesse céu onde o olhar
É uma asa que não voa
Esmorece e cai no mar

Que perfeito coração
No meu peito bateria
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde cabia
Perfeito o meu coração

Se um português marinheiro
Dos sete mares andarilho

Fosse quem sabe o primeiro
A contar-me o que inventasse
Se esse olhar de novo brilho
Ao meu olhar se enlaçasse

Que perfeito coração
No meu peito bateria
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde cabia
Perfeito o meu coração


Se ao dizer adeus à vida
As aves todas do céu
Me dessem na despedida
O teu olhar derradeiro
Esse olhar que era só teu
Amor que foste o primeiro

Que perfeito coração
No meu peito morreria
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde perfeito
Bateu o meu coração

Alexandre O'Neil

3 comentários:

pepita chocolate disse...

Gosto desta música. Gosto do poema!
Boa escolha!

Beijoca e bom fim-de-semana!

Miepeee disse...

Aqui ha gaivotas mas nao deve ser destas que estas a espera :)
Bonito poema.
Beijo.

Eu mesma! disse...

adoro a cidade de lisboa....

:)