domingo, janeiro 25, 2009

Amante

Amante de quem ama
deseja
arranha, toca e beija.
Amante que te quero.
Amante
carícias
línguas
suor
desejo.

Amante
vem a mim.
Leva a noite,
varre o frio,
invade o corpo
e sê o mar deste velho navio.

Amante
desespero de mãos presas
e certezas que com a distância aquecem.
Amante
a ânsia
as palavras que estremecem
arrepiam
e prometem
dois corpos
despidos sentidos,
suados molhados,
que finalmente se merecem.

9 comentários:

Sayuri disse...

Que inspiração tão...inspiradora... :)

Sininho disse...

Bem...!

Viva o amor!

Mais uma vez fantástico! Parabens!

Andy disse...

Gostei muito...
realmente inspirador! Carnal e intenso...

Lize disse...

:)

Amante... sem dúvida, um amante tem a capacidade de levar o frio, fazer-nos esquecer se é noite ou dia, onde estamos, o que há a fazer... Só os sentimentos e a parte dos "despidos sentidos, suados molhados" interessam ;)

Trés bien ;) (ahah que ainda sei dizer isto :P)

Beijocas :D

Lize disse...

E já agora (para além das minhas muitas outras qualidades, ser chata quando quero também é uma delas ;P) se me quisesses mandar staring at the sun... *.* Ficava eternamente agradecida ;)


Beijocas

Lita disse...

Muito bonito, mais uma vez!!! :)

Soviética disse...

Simplesmente fantástico...

Estrela Cadente disse...

Uma pessoa já anda assim na lua...e depara-se a ler isto...é o descalabro...bj

CelyLua - O blog das Letras disse...

Olá Nobre Poeta, bom dia!
Versos belíssimos...Todos riquíssimos de sabedoria.
Adorei!
Bjsss no coração.
Com carinho,
CelyLua.