quinta-feira, janeiro 08, 2009

Um poeta tem côr

Um poeta tem côr.
Sabe de cor as linhas do horizonte no corpo de uma mulher.
É um andarilho que beija
com as palavras que diz e as que deixa por dizer.
É fogo, arma, lodo,
crescente, poente e oriente.
Faz-se na manhã com as gotas de orvalho
desfaz-se na cama
tantas vezes desejada
de quem ama.

Um poeta tem
uma garrafa atirada ao mar
na noite mais longa e escura sem luar
cheia com os mistério do amor
o sentir e a dor.

O poeta é um crente
doente,
louco,
cheio si.
Tem de tudo um pouco,
este poeta que queres para ti.

10 comentários:

Lita disse...

Bolas... que tu escreves mesmo bem!!!! :)
Lindíssimo!

Sayuri disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sayuri disse...

:) Pintor das Palavras! Poeta de todas as Cores!

Sunshine disse...

Um poeta é um pintor que usa as palavras como as cores.

Com elas compõe telas de muitas cores ... paisagens de calmaria, tempestades, turbilhões ... um sem fim de emoções.

Um poeta é um sonhador ...

Tu és um poeta/pintor/sonhador ...

Bjs

Zabour disse...

Alguém k conheço??? ;O)

Beijokas poéticas

Siuxi disse...

Um poeta é perfeito nos sentimentos que espelha e até nos silêncios que esconde.
Um poeta é um sonho humilde que tenta libertar-se,
uma alma absorvente e permeável que se divide em sorrisos e sofrimentos.
Um poeta não é um ser só.
Um poeta é de todos os que sorriem e sentem as suas dores.

Bj poeta perfeito :)

Kaila disse...

Lindo...

stériuéré disse...

"Poeta pintor"

É o único nome que te chamo!

Isabel disse...

De facto tens de tudo um pouco :)
Como já te tinha dito hoje - ou melhor, ontem (só agora vi o adiantado da hora) - gostei muito mesmo.

Sininho disse...

Tens tudo isso e muito mais..
Mais uma vez nos deixas mergulhar no enorme talento que tens..

Um grande beijao