sexta-feira, janeiro 09, 2009

Pequeno lírio

Pequeno lírio
nascido de lágrimas de mulher.
Um poeta é um jardineiro.
Cuida das palavras e das flores,
dos adubos e dos amores,
e de tudo aquilo que fores.

Delicado anjo branco,
solitário na sua redoma,
exalas os perfumes
que a pouco e pouco me dão forma.
E neste banquete de cores
em que meus sonhos quero deitar,
ébrio de sensações e aromas,
pergunto,
porque solitária queres estar?

8 comentários:

Lize disse...

;) Ah, agora percebi :P

Quando se quer deitar sonhos em algo, não há razão para esse algo, ou alguém, querer estar solitária... :)


Beijocas

Ianita disse...

Boa pergunta...

Kisses

Sayuri disse...

Apenas conheci a solidão,
Não conheço outro mundo
A quem me quiser dar a mão,
Entregarei o meu amor profundo...

Buenos dias! :)

Lita disse...

Quando o discípulo está pronto, o mestre aparece... :)

Tangerina disse...

meu poeta...
vou sentir a tua falta estes dias.

Beijo

Zabour disse...

Por vezes a solidão é a melhor das companhias. Principalmente qd não conseguimos encontrar um porto de abrigo.

Bjs

Enjoy the weekend

Miepeee disse...

Boa pergunta. No meu caso, acho que por medo de voltar a falhar.
Beijinho.

susana disse...

olha o meu nome está associado ao lírio... e eu gosto bastante deles.. gostei de ler este poema. Porque estou solitária? Porque aprender a estar a só é preciso para saber estar acompanhada.
su