quinta-feira, janeiro 29, 2009

Rio da Lua


Este vídeo, um excerto do meu filme de eleição, tem aquilo que mais me cativa enquanto homem, poeta, sonhador, ser humano, crente por muitas vezes descrente.Um quadro com uma música, um olhar, um sorriso, e um homem, escritor, de palavras roubadas, e sentimentos à flor da pele.

Vejam e digam-me se não vos deixa a alma quente...

5 comentários:

Zabour disse...

Eu diria k mais k isso, leva ao arrepio...

Beijinhos muito, muito quentinhos

Ianita disse...

Tem tudo o que te cativa enquanto homem... ou seja... a Audrey Hepburn :)

Kiss

Andy disse...

Pareceu-me lindo...quero ver o filme. Bjinho

poeta_poente disse...

ZABOUR:

Quando me sinto triste e carente, vou sempre ver este filme, foi o que aconteceu ontem à noite. :)

IANITA:

A Audrey... e a máquina do tempo que não se inventa... :)


ANDY:

Tenho-o aqui, posso gravar e enviar-te. Não tem legendas, mas o sentimento está lá todo :)

izzie disse...

=)
***